Foi, hoje, em Maputo, inaugurada a I Feira das Tecnologias de Informação e Comunicação (MOZTECH), uma plataforma tecnológica e de comunicação concebida e desenvolvida por actores públicos e privados do sector das comunicações e da comunicação social do país. A Presidente do Conselho de Administração e o Director-Geral do INCM, Ema Chicoco e Américo Muchanga, respectivamente, contam-se entre os participantes deste evento.

Durante os dois dias da feira serão discutidos temas como Telecomunicações, Indústria de Media, Serviços Financeiros e o Ambiente Regulatório, Estratégia de Desenvolvimento Focada nas TICs e o Governo Electrónico.

Mais de mil visitantes, dentre eles representantes de diferentes empresas estudantes de estabelecimentos de ensino superior apreciaram as tecnologias e serviços expostos pelo INCM, Telecomunicações de Moçambique, Televisão de Moçambique, STV, Huawei, StarTimes e outras instituições e empresas públicas e privadas, visitaram ainda hoje a Expo Digital de Moçambique.

Recorde-se que em Maio transacto o INCM e as empresas Correios de Moçambique, TDM, TVM, TV Cabo, SOICO, mcel e Vodacom celebram assinaram o Memorando de Entendimento sobre a constituição do Projecto MOZTECH.

A MOZTECH caracteriza-se pela organização de um evento anual que inclui a realização de feiras, exposições, debates e cerimónias de premiação na área das Tecnologias de Informação e Comunicação.

"A promoção desta iniciativa tem o mérito de estimular o uso e a expansão do acesso dos moçambicanos às tecnologias de informação e comunicação, levando ao públicos os seus benefícios que hoje não passam despercebidos na nossa sociedade", frisou o Ministro dos Transportes e Comunicações, Gabriel Muthisse, no acto da abertura oficial da feira.

Muthisse referiu que actualmente "vivemos o modelo de uma casa – um televisor, mas nos próximos tempos, muito aceleradamente, passaremos para uma situação de vários canais de acesso à televisão, entre eles computadores, desktops, laptos, tablets, smartphones, Estes são, inequivocamente, alguns dos tantos sinais do impacto positivo das TICs, hoje e no futuro".

O Ministro apelou à indústria dos media para que se prepare ao desafio tecnológico e "dedicar particular atenção ao desenvolvimento e à adequação tecnológica no contexto específico moçambicano".

Segundo Gabriel Muthisse, precisar-se-á de "desenvolver aplicações de valor acrescentado que tirem benefícios destas infra-estruturas (banda larga) para melhorar os serviços que as nossas empresas e o Governo oferecem aos cidadãos", sublinhou.

O surgimento e expansão das redes sociais é acompanhado de diferentes desafios. "Temos de analisar como é que ferramentas fantásticas como o facebook, gmail, twitter, linkedin, whatsapp, viber ewechat devem ser usadas para a coesão social e não para a desordem".

Os desafios do fórum, dentre vários, definidos por Gabriel Muthisse, são como preparar-nos contra o ciberterrorismo e como proteger a informação sobre os nossos cidadãos arquivada em plataformas electrónicas.

Onde estamos

Praça 16 de Junho nr. 340
Bairro da Malanga, 848 Maputo

mapa

Telecomunicar

Organizações Internacionais

Contacto

Sede: +258 21 227100

Cell: +258 82 328 3850 / +258 84 398 5951

Email: info@incm.gov.mz

Praça 16 de Junho nr. 340 - Bairro da Malanga, 848 Maputo